o que e a linguagem do ceu

Desde o princípio da humanidade, até os dias de hoje, Deus não cessa de dirigir convites aos homens, para que estes, guiados pelo Espírito Santo, possam dialogar com Ele. Tais convites são manifestados por muitas formas em nossas vidas, seja por um desejo, por um pensamento, ou até mesmo através de uma conversa com alguém querido.

 

Não importa qual o meio, sempre somos convidados a estar em uma união intima e vital com Deus! Mesmo que essa união venha a ser esquecida, ignorada ou até mesmo rejeitada explicitamente, cada homem carrega em seu coração um desejo ardente pelo amor de Deus, e não é em vão, somos criados pelo Criador e para Ele, e somente nEle seremos capaz de encontrar a verdadeira felicidade.

 

Por isso que nosso coração não descansa enquanto não repousa em Deus! Quando está aberto ao conhecimento divino, o homem descobre alguns caminhos que são essenciais para o relacionamento com o Criador. No princípio, para se revelar aos homens, Deus falava-lhes na linguagem humana, como podemos ver na Bíblia Sagrada. Por esse motivo a Igreja sempre venerou as divinas Escrituras, como venera também o Corpo do Senhor. Desde o início, ela não cessa de apresentar aos fiéis o Pão da vida tomando da Mesa da Palavra de Deus e do Corpo de Cristo. É na Escritura que a Igreja encontra seu alimento e sua força, pois nela não se acolhe apenas a palavra humana, mas o que ela é realmente, a Palavra de Deus. Com efeito, nos Livros Sagrados o Pai que está nos céus vem carinhosamente ao encontro de seus filhos e com eles fala. Deus inspirou cada autor humano dos quais se serviu fazendo-o usar suas próprias faculdades e capacidades, afim de que, agindo neles, escrevessem como verdadeiros autores.

(Vale o alerta de que para interpretar as Escrituras, antes de tudo é necessário conhecer as condições da época, a cultura, a forma de escrever e claro, pedir a inspiração do Espirito Santo)

 
 

2° Fator: Adoração a Deus – Estar em Comunhão com Deus, A Linguagem do Céu




Conhecendo a Escritura somos levados a conhecer a essência do amor de Deus, conhecimento este, que nos leva ao primeiro ato da virtude da religião e o principal: Adorar a Deus! Adora-lo é reconhecer que é o único Deus e o Criador de tudo, compreender e reconhecer que é o nosso Salvador, o Amor Misericordioso e Infinito. É reconhecer o nosso nada, é se humilhar e exalta-lo, confessar que Ele fez grandes coisas e que seu nome é santo. Reconhece-lo é se libertar do homem fechado dentro de si mesmo, da escravidão do pecado e da idolatria do mundo. E para adora-lo verdadeiramente, não basta o reconhecimento, é necessário unir tudo isso a oração, ao louvor, ao sacrifício (jejum, penitencias, Santa Missa) sem jamais esmorecer.

 

Há que se falar especialmente do Santíssimo Sacramento! Em sua última ceia, na noite que foi entregue nosso Salvador instituiu o Sacrifício Eucarístico de seu Corpo e Sangue. Os demais sacramentos, assim como todos os mistérios eclesiásticos e tarefas apostólicas, se ligam à Sagrada Escritura e a ela se ordenam. Por meio do Santíssimo Sacramento nos unimos cada vez mais a Cristo e nos tornamos participantes de Corpo e Sangue de Jesus para formarmos um só corpo. Este é o remédio da imortalidade, o Pão do Céu, por isso a importância da Santa Missa!

 

É através dessa Celebração Eucarística que nos unimos à liturgia do céu e antecipamos a vida eterna, quando Deus será tudo em todos, ela nos prepara para a nossa missão. Encontram-se no cerne da celebração da Santa Eucaristia o pão e o vinho, tais, pelas palavras de Cristo e pela invocação do Espírito Santo, se tornam Corpo e Sangue de Cristo. Fiel a ordem do Senhor, a Igreja continua fazendo, em sua memória, o que Ele fez na véspera de sua paixão, para deixar-nos uma garantia deste amor, para nunca afastar-se dos Seus e para faze-los participantes de sua Páscoa

 

O primeiro anuncio da Eucaristia dividiu os discípulos assim como o anuncio da paixão os escandalizou: “Essa palavra é dura! Quem pode escuta-la? (Jo 6, 68). Clique aqui A Eucaristia e a Cruz são pedras de tropeço. É o mesmo mistério, e ele não cessa de ser ocasião de divisão. “Vós também quereis ir embora?” (Jo 6, 67). Esta pergunta do Senhor ressoa através dos séculos como convite de ser amor a descobrir que só Ele tem “as palavras da vida eterna” (Jo 6, 68) e que acolher na fé o dom de sua Eucaristia é acolher a Ele mesmo.

 


3° Forma: Como Fazer Oração para Aumentar a Fé e a Intimidade com Deus



É muito comum encontrar pessoas que não conseguem sentir a presença de Deus. Ao chegar na Igreja ficam inquietas pensando em ir embora e acabam sem conseguir prestar atenção no que Deus está lhe falando através da Palavra. Se você passa pela mesma situação, fique calmo, nós podemos ajudar você! Claro que não existe uma formula instantânea para isso, mas se houver humildade, desejo de conhecer as coisas do Alto e perseverança, você chegará longe na sua caminhada rumo a intimidade com Deus!
Quer ler mais sobre Orações? Clique aqui nesse Link : http://linguagemdoceu.com/como-combater-as-dificuldades-que-encontramos-ao-realizar-nossa-oracao/

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15

Comments on “o que e a linguagem do ceu”

Leave a Reply

Gravatar